Kaleidoscópio Literário
                                a expressão de Kathleen Lessa
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


 

ABRIL QUASE MAIO



Espaços cislunares,
Janelas abertas para um azul 
Diáfano,
Os raios fracos, suave brisa.
Quaresmeiras abertas nas ruas,
Fícus ainda hirtos e lustrosos,
Perfume de mandarinas no ar,
Aroeiras quase debulhando 
pimentas-rosas.
Bicos-de-lacre no Ibirapuera,
Sabiás em profusão,
Papagaios de papel.
A Cantareira úmida e brumosa.
Vivaldi passeia entre as árvores,
Deita-se nos amarelos dos gramados,
Disputa pinhões com esquilos. 

Eu psso.
Nada vejo mas pressinto,
Nos tons embaralhados,
Nos aromas cruzados.
A natureza trocando de cores.

Dias de abril.
Tempo das telas de cinema,
Livros da estação.
Cafeterias lotadas!
Lãzinha sobre a pele,
Garoa fininha,
Gotas de vetiver.
São Paulo em romance.
Abril da poesia urbana,
Versos que se desgarram.
Como não amar o outono?
Ou aquele homem cheio de í mpetos?

Entre chás e biscoitos
Desfaço-me das folhas 
Antigas...
Das penas de outros temas...
Engendro novas cantigas.
Falo de memoria,
De sopro guardado,
De outros outonos e abris,
Quando caminhar era intuitivo
E enxergar, natural.

Na nostalgia
 
Não saboreio mais
Diletas e mesmas fantasias...
Um milagre.

Quase maio!
Teço nos fios do meu 
Temp(l)o
Novo projeto e 
exigéncia
:Em maio voltar a enxergar.
 
KATHLEEN LESSA
Enviado por KATHLEEN LESSA em 30/04/2016
Alterado em 02/05/2016

Música: River Flows in You - Ylruma

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Os textos da autora têm registro no ISBN. Plágio é crime.