Kaleidoscópio Literário
                                a expressão de Kathleen Lessa
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Meu Diário
15/01/2015 00h06
ESCORREGADIAMENTE PURA (Péricles Alves de Oliveira)

 

 

Ela o viu ali,
sentado sozinho à mesa
daquele boteco
vazio,

a tricotar
versos pálidos e imperfeitos
entre um e outro gole
de vinho tinto:

 “Se já disse
mil vezes que te amo,
e que sempre fui sua
(somente sua)

porque
me choveu tanto,
como que a não crer
minhas palavras,

como que
a querer tolher a minha
sagrada liberdade,
meu amor!?”

Ele a mirou
nos sorumbáticos olhos,
refletiu por alguns segundos
e mostrou-lhe o avesso
do reflexo:


“Bem, penso que
amar (como ser livre) não é
para qualquer um,
não;

amar e ser livre
é só para os que têm força
e coragem de se estabelecerem
entre desérticos
limites!"

 

Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)

*


Publicado por KATHLEEN LESSA em 15/01/2015 às 00h06
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Os textos da autora têm registro no ISBN. Plágio é crime.